Domingo, 29 de Janeiro de 2006

Asas

11.jpg

Asas servem para voar
para sonhar ou para planar
Visitar espreitar espiar
Mil casas do ar

As asas não se vão cortar
Asas são para combater
Num lugar infinito
para respirar o ar

As asas são
para proteger te pintar
Não te esquecer
Visitar espreitar-te
bem alto do ar

Só quando quiseres pousar
da paixão que te roer
É um amor que vês nascer
sem prazo, idade de acabar
Não há leis para te prender
aconteça o que acontecer.

GNR
publicado por Ramarago às 16:54
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 9 de Março de 2006 às 21:40
Hj apetece-me voar para longe... sinto-me sozinho!!!Ramarago
</a>
(mailto:Ramarago@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Março de 2006 às 21:40
Hj apetece-me voar para longe... sinto-me sozinho!!!Ramarago
</a>
(mailto:Ramarago@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 15:58
Mais uma excelente canção dos GNR, servida por uma boa letra. São quase uns dinossauros da nossa musika popular. Feliz escolha. Um abraçozzeca
(http://omeusom.blogs.saapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Fevereiro de 2006 às 14:46
Adorei seu blog, suas poesias, suas imagens, voltarei mais vezes. Beijos!Vânia
(http://zoroneando.zip.net)
(mailto:)


De Anónimo a 30 de Janeiro de 2006 às 09:39
Mais um belo poema estrito pelos GNR
O teu blog continua angélico.
Jokas VampirescasBlack_Vampire / Deuza
(http://vamps.blogs.sapo.pt/)
(mailto:deuza@hotmail.com)


Comentar post